Os 5 mitos do marketing digital

Os 5 mitos do marketing digital

Marketing Digital
24/01/2020

Quem tem um negócio e está antenado ao mercado, provavelmente já ouviu falar em “marketing digital”.

E com a maioria dos consumidores com um smartphone na mão, é impossível não pensar sobre isso.

Mesmo sendo uma tendência – já consolidada, a propósito! – o marketing digital ainda gera dúvidas em muitas pessoas. Se você é uma delas, duas sugestões: mantenha a mente aberta e estude!

Não necessariamente você precisa ser expert, mas, sim, precisa saber o que esperar dessa estratégia. Isso até mesmo para cobrar de quem você contratou para aplicá-la.

Quanto mais você buscar, ler e entender sobre o assunto, menos insegurança. Afinal, com informação e compreensão é mais tranquilo tomar decisões.

Para ajudar nessa tarefa, escrevemos esse artigo (assim como vários outros relacionados ao tema!), no qual listamos cinco mitos do marketing digital. 

1. É só seguir uma fórmula de marketing digital

Não é porque a empresa de seu amigo utilizou uma estratégia de marketing digital e obteve resultados incríveis que você, aplicando as mesmas técnicas, também os terá no seu negócio. 

O perfil da empresa precisa, necessariamente, ser levado em consideração para a tomada de decisão. O trabalho não pode ser feito copiando o que outra empresa fez.

Afinal, público-alvo, personas, o que se quer comunicar, o tom de voz e os negócios em si são diferentes. Utilizar uma “fórmula” padronizada pode acabar gerando o efeito contrário ao esperado.

É preciso destacar: quem desenvolve trabalhos qualificados de marketing digital faz, inicialmente, um diagnóstico detalhado da companhia.

A partir dele, é elaborada toda uma estratégia – um caminho a ser percorrido de acordo com os objetivos e as metas da empresa.

Durante o processo, tudo é avaliado criteriosamente. As métricas são acompanhadas e, os resultados mensurados (tudo a seu tempo, é claro).

Com isso, a estratégia fica em constante validação e, se necessário, é aprimorada.

2. É “só” investir em marketing digital que funciona

Melhor não se enganar: o dinheiro não vai fazer milagre sozinho. Por outro lado, obviamente é fundamental que a empresa faça investimentos.

Entretanto, há várias questões a serem discutidas e planejadas antes que se chegue a valores de investimentos e, principalmente, onde eles acontecerão.

Sem os “porquês” e “para quês” bem determinados, esse investimento torna-se apenas um gasto. Não há retorno, já que não houve estratégia prévia.

Nessa situação hipotética, a empresa “chuta” onde investir e qual o conteúdo é mais adequado. A chance de acertar dessa maneira é praticamente nula, portanto, é quase como rasgar dinheiro.

Em uma estratégia bem estruturada, como abordado no item anterior, há um conhecimento profundo sobre a organização e quais os objetivos ela deseja alcançar. 

Somente com essas informações é recomendado que se estabeleça um planejamento de marketing digital – verificando a fundo onde se buscará alcance orgânico e onde será necessário investir.

Quando o foco é educar o público ou noticiar algo, geralmente as publicações são orgânicas. Porém, o conteúdo precisa fazer sentido e entregar valor aos possíveis clientes.

Já no caso de publicações que visam atrair possíveis futuros clientes ou vender mais, investir faz muito sentido (se, e somente se, as publicações forem dirigidas a quem tem perfil próximo ao da persona).

receitas de marketing digital

3. Basta ter um site/basta estar nas redes sociais

Compreenda: ações isoladas ficarão “perdidas”. O marketing digital envolve uma série de possibilidades aplicadas conforme um planejamento – feito a partir da “cara” e dos objetivos da empresa.

Ter um site com as informações sobre seu produto ou serviço e apresentar a empresa é extremamente importante. Mas quem ainda não conhece seu negócio, precisa saber que ele existe e encontrá-lo!

E, ainda assim, usar técnicas para ser encontrado em um buscador – o Google em particular – é apenas uma das ações necessárias no contexto do marketing digital.

Da mesma forma, é ilusório acreditar que estar nas redes sociais e postar com frequência será suficiente para trazer resultados consistentes.

Aliás, antes de ter contas nas redes é necessário saber em quais redes sociais tem sentido sua empresa estar presente.

E para entender isso, o estudo prévio sobre a empresa não pode ser deixado de lado ou improvisado.

Leia mais sobre isso no post “Marketing digital: além do post em redes sociais”.

4. É fácil fazer marketing digital

Pode até ser fácil fazer marketing digital. Porém, para quem não atua com planejamento e método, não haverá resultado positivo.

Como pontuamos antes, ter um site ou fazer posts soltos nas redes sociais – sem consistência ou sem os porquês bem definidos – será em vão.

Novamente: o diagnóstico é extremamente importante; a busca por informações do mercado deve ser feita; o planejamento é fundamental e a aplicação das etapas estabelecidas precisa ser rigorosa.

5. Teremos muito mais vendas em breve

Como todo planejamento, no planejamento de marketing digital há uma sequência de atividades para serem implementadas.

O esperado, portanto, é que esse passo a passo seja seguido e gere resultados em um prazo um pouco mais longo.

Assim, criar uma página em uma rede social não basta para que sua empresa tenha seguidores; sua marca não se tornará autoridade no nicho de mercado em que atua com dois posts blog.

Seguindo as etapas previstas com consistência, monitorando o que é feito e ajustando o que for necessário, o resultado virá na maturidade do projeto. E seguirá crescendo ao passo que sua empresa persista na estratégia.

Se o planejamento é tão importante  em uma estratégia de marketing digital, que tal contar com quem atua com competência no setor? A Gatilho é especialista em estratégia e conteúdo.

Entre em contato para um café e uma troca de ideias!

Juliano Trentin

Co-fundador da Gatilho, publicitário, pós-graduado em branding, torcedor da Chape e pai do Vicente.

Voltar aos posts

como está seu negócio no ambiente digital?

teste agora