Redes sociais: minha marca precisa estar em todas?

Redes sociais: minha marca precisa estar em todas?

Redes Sociais
04/09/2019

Estar presente nem sempre é só ‘se fazer presente’. Quando a gente fala sobre redes sociais, existe uma grande dúvida sobre como se comportar em cada uma delas. Justamente porque elas têm objetivos distintos na rede. Do contrário, não faria muito sentido existir ‘concorrência’ entre elas. 

Além de terem sido criadas com propostas diferentes, cada uma dessas redes sociais tem sua peculiaridade também no formato de linguagem e tipos de conteúdos específicos.

Nós já falamos aqui no blog sobre como sua marca deve fazer marketing digital além do post. 

E isso passa por duas coisas fundamentais que antecipam qualquer planejamento de conteúdo em redes sociais: reputação e autoridade de marca. 

Como se comunicar nas redes sociais

Esse é o primeiro passo que você deve dar quando quer posicionar o seu negócio na rede. Porque é nele que você vai dar voz à sua brand persona.

Essa etapa é a virada de chave do seu negócio porque você desenha como sua marca vai se comportar em cada uma das mídias, como vai conversar com o seu público e como vai expôr seu propósito. 

A grande sacada é quando você persegue pela melhor estratégia de conteúdo através da  autoridade da sua marca.

Essa é a peça fundamental muito antes de você se questionar onde é que seu negócio vai investir esforço nas redes sociais. 

No entanto, respondendo a pergunta, existe o pack ‘feijão com arroz’ que toda a marca deveria ter; um site e uma ou duas redes sociais que são consideradas básicas em qualquer negócio.

Nós já falamos aqui no blog sobre como você pode impulsionar o seu negócio usando o Instagram Comercial e, no Facebook, a estratégia não é muito diferente. 

Só não dá para criar a falsa impressão de que ‘estando’ em várias redes sociais, o seu negócio vai atingir todos os públicos. Elas precisam comunicar aquilo que é interessante para cada rede. Não adianta “cumprir tabela” que a sua estratégia será totalmente ineficiente. 

E como é que eu descubro onde devo concentrar energia? Nós separamos as principais redes sociais em que toda a marca deveria estar e o que basicamente você deve produzir para cada uma delas.

Mas lembre-se: antes disso, é preciso fazer sentido para o seu negócio. 

FACEBOOK: aqui estou, aqui existo

É impossível não perceber que as marcas não são mais as mesmas com a chegada do Facebook. A gente nem precisa falar que se você não tem uma página no Facebook, o seu negócio nem existe, certo? 

A rede social de Mark Zuckerberg se estabeleceu como grande referência de presença “básica” nas redes sociais. É lá onde estão 2,3 bilhões de usuários e conseguintemente onde há uma grande disputa pela atenção dessas pessoas na rede. 

É preciso muita criatividade, conteúdo de qualidade e o principal: saber impactar o público certo com o que você posta. Senão, você é só mais um que posta um conteúdo aqui e acolá e não consegue gerar fãs o suficiente para ser lembrado. 

É no Facebook que você tem em mãos a grande capacidade de impactar pessoas pela intenção; já reparou que é nessa rede social que você tem preferências e interesses?

Já prestou atenção que ao declarar interesse por uma espátula de bolos cor de rosa, por exemplo, em menos de 5 minutos sua timeline já te ofereceu um mix de espátulas com várias outras cores? Pois então. 

Independentemente do segmento do seu negócio, estar no Facebook é o mínimo. Mesmo que seu produto seja B2B (Business to Business), é nessa rede social que você vai construir sua autoridade de marca, alimentar todas as etapas do funil e construir uma rede engajada com o que você posta. 

As marcas estão aprendendo a usar o Facebook e a plataforma vai ficar muito mais cara. É bom estar entre os que sabem! 

INSTAGRAM: aqui está minha vitrine

Outra jovem rede social, porém completamente essencial para marcas é o Instagram. Inexplicavelmente, o Brasil é o segundo país que mais usa o Instagram com 66 milhões de usuários. Ficando atrás dos Estados Unidos com 110 milhões de usuários. 

É nesse espectro que as marcas têm um papel fundamental na hora de se expor no Instagram. É preciso entender o objetivo da rede. Já prestou atenção que o ícone da plataforma é uma máquina fotográfica?

O Instagram nasce com a ideia de explorar imagens, fotos, conceitos, ser uma plataforma ‘amável’ e não para ‘discussões políticas’.

A plataforma nada mais é que a vitrine do seu negócio. Por isso, o cuidado e o zelo com o que você vai publicar é muito maior. Um mesmo conteúdo do Facebook talvez faça sentido no Instagram se tiver um apelo visual muito maior.

Além disso, a rede social também traz consigo a possibilidade de seguir hashtags, salvar em pastas conteúdos que você goste e se relacionar só com a ‘bolha’ que você prefere. 

Por isso, tão importante quanto você produzir conteúdos relevantes no Facebook, o mesmo vale para o Instagram; manter a frequência, instigar que seu conteúdo seja salvo e torne-se referência para depois e abusar das ferramentas que a plataforma dá. Seu negócio só existe se tiver no Facebook e sua marca ganha vida se mostrar-se no Instagram. 

O Instagram é a plataforma amável, sem discussões políticas. 

diagnostico-maturidade-digital-gatilho

GOOGLE: me encontrem

Independentemente se você vende churros ou portas, o seu negócio precisa “aparecer no Google”. Para que isso seja possível, obviamente que você precisa ter um site. Por mais institucional e pequeno que ele seja, é de extrema relevância uma empresa ser encontrada pelo Google. 

É dentro do Google Meu Negócio que você configura todas as informações comerciais do seu negócio: horário de atendimento, localização, telefones, o que você vende e até fotos internas e externas do seu negócio. 

Além disso, você pode configurar no Google anúncios de pesquisas de palavras-chave relacionadas ao seu negócio e produto.

Mas, não se engane: aparecer na primeira página do Google não é uma tarefa tão simples. Demanda de tempo, estudo e análise de SEO e dinheiro. 

Existem outros inúmeros formatos que você pode anunciar no Google para que sua marca seja encontrada, mas aqui estamos falando do básico que toda e qualquer empresa deveria ter. 

Aparecer na primeira página do Google demanda tempo, estudo e dinheiro

LINKEDIN: minha rede social profissional

O Linkedin é a grande rede social B2B. Se o seu negócio é focado em prospectar clientes e ampliar a rede de contatos profissionais do seu segmento, o Linkedin é o mais indicado. 

Com um formato parecido até com o próprio Facebook, o Linkedin possibilita ainda a encontrar profissionais que possam se tornar colaboradores da sua empresa.

É literalmente focado em networking e empresas conversando com empresas. 

Normalmente os conteúdos que vão para essa rede social são pensados especificamente para ela. Com maior foco em negócio e menos dedicação em branding.

Caso o seu produto não seja tão focado em empresas, o Linkedin não faz muito sentido. Do contrário, ‘estar lá’ pode ser bastante eficiente se a sua estratégia for bem desenhada. 

O Linkedin é focado em negócios não em branding.

Outras redes sociais

Outras redes sociais como o Twitter e próprio Youtube são outros canais que você pode explorar estratégias de dar voz à sua marca. Embora o objetivo do twitter seja ‘dar opinião’, as marcas têm apostado no real time, em surfar na onda de memes e também compartilhar conteúdos em link.

Aliás, esse é um grande diferencial da plataforma: poder reproduzir vídeos em streaming. No Instagram não é possível sem que o vídeo esteja no IGTV. 

Se você tem por trás uma equipe que consegue fazer toda a gestão do real time do que acontece minuto a minuto no Twitter, e sua persona está nessa plataforma, faz muito sentido você também estar lá. Do contrário, sua marca pode ter menos força nessa rede social. 

Por outro lado, o Youtube é a rede que mais tem crescido nos últimos dois anos. O crescimento de consumo de conteúdos em vídeo subiu 135% de 2017 para 2019.

Em especial, os conteúdos em formatos verticais, ajustados para a tela do celular. Por isso, se você gosta de produzir conteúdos em vídeos para a sua marca, o Youtube é a seara de consumo de conteúdo do gênero. Apostar e testar sempre!

E aí, todo esse conteúdo fez sentido para a sua marca?

Lembre-se: tudo é completamente testável desde que você tenha uma boa estratégia por trás! Quer entender melhor como a Gatilho trabalha essas estratégias para cada um desses canais? Então, converse com a gente

Até a próxima!

Mirian Cruz

Voltar aos posts

como está seu negócio no ambiente digital?

teste agora